Centro madre antonia

“Mística Oblata: ser de olhos abertos, para anunciar horizontes, denunciar injustiças, acompanhar desânimos”.

O projeto Centro Madre Antonia é caracterizado por ser um lugar de encontro, fraternidade, alegria e capacitação. Onde cada mulher tem um processo pessoal de crescimento integral, intelectual, espiritual e psicológico. Fazemos juntas um caminho de Redenção.

O que fazemos?

Promoção Humana e Cristã.

Como o fazemos?

Através da pedagogia Oblata, com a equipe inter-disciplinária de Trabalho.

No que acreditamos?

No empoderamento das mulheres para superar situações de marginalidade, pobreza, exclusão e expulsão.

Por que lutamos?

Lutamos porque é na mulher onde Deus tem posto seu olhar mais amoroso e misericordioso.

História

O Centro Madre Antonia foi tendo um processo longo até chegar a o que é hoje em dia. Nos seus primeiros passos pelo bairro, as Irmãs junto com algumas leigas visitavam as famílias, realizavam atividades de alfabetização no aterro e algumas festas todas sempre ao ar livre.

Mais tarde uma senhora do bairro ofereceu sua casa para alguma oficina e lá se instalaram algumas máquinas de costura e pela tarde as Irmãs, junto com as professoras de Corte e costura iam dar classes e conversas buscando sempre acompanhar os processos das mulheres.

Com o tempo, deu-se a possibilidade da compra de uma pequena casa do bairro que estava desocupada e aí começa oficialmente o “Centro Madre Antônia” ampliando já seu lugar físico, não é só para o aprendizado de Corte, mas também de outras oficinas conforme as necessidades das mulheres. Dai em diante foi crescendo com a compra de outro imóvel vizinho e mais oficinas de capacitação.

Dados do projeto

OBJETIVO GERAL: “ O Projeto está dirigido à promoção, capacitação e dignificação de Mulher Marginada Prostituída e seu contexto (bairro Las Flores), intentando com elas percorrer um caminho de Evangelização Liberadora”.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

A longo prazo:

Lograr que a mulher valorize sua dignidade de pessoa e supere as situações de maginalização, opressão e exploração.

Criar consciência solidária na comunidade do bairro.

A médio prazo:

Aprenda a manobrar máquinas industriais

Consiga uma independência de trabalho, através de todos os cursos e capacitações que lhe são oferecidas

A curto prazo:

Oferecer alternativas de promoção Humana – Cristã à Mulher

Oferecer alternativas de Oficinas que lhe possibilitam fazer uso do produto do seu trabalho para comercialização pessoal

População:

O bairro “Las Flores” é um cordão periférico marginal de exclusão do setor sul da cidade da Grande Rosário. As Famílias, em sua maioria procedem das províncias limítrofes com o consequente desarraigamento que esta situação supõe.

Ainda é agravada pelas estruturas sócio-político-econômico do país, que geram desemprego, fome, alcoolismo, drogas, prostituição, violência, delinquência… etc., em todos os niveles.

Com esta realidade são obrigadas a viver de escolhas em lixeiras, cartonagem, da troca, prostituição, atividades de delinquência  e droga.

A maioria das casas estão instaladas em terrenos fiscais sem títulos de propriedade. São construções precárias de chapas, cartão, plástico, etc. Sem possibilidades de ter aceso à rede de água, esgoto e energia elétrica.

  • Características próprias do Centro durante o dia:
  1. O Projeto conta com oficinas sistemáticas e avaliadas pelo Ministério de Educação da Província em:
    • Desenho e Costura
    • Tecido
    • Técnicas ormanentáis
    • Brinquedos
    • Assistência Psicológica
  • Por exemplo: oficinas de produção, ou vendas, o assessoramento em tais áreas etc.
  • Também conta com oficinas de produção:
  • Padaria
  • Chocolates
  • Marmeladas

As vendas são realizadas através de outras organizações, contatos pessoais e por internet.

Trabalho de campo:

Saídas realizadas geralmente pelas Irmãs da Comunidade e a Trabalhadora Social do Projeto.

A maioria das vezes o trabalho de campo leva-se a cabo no próprio bairro

Zonas de Rosário a visitar: Terminar rodoviário (bairro Pichincha)

Tarefas de sensibilização:

São realizados trabalhos de sensibilização em colégios e instituições. As Irmãs Mirta e Shirley, a senhora Alejandra Valenzuela e outros docentes do Colégio Jesus de Nazaret.

Também segue em contato e colaborando com o Grupo Santa Marta da Polícia Federal Argentina, dando palestras a chefes, sub oficiais e cadetes nas diferentes zonas do país.

Trabalho em rede e alianças estratégicas:

Instituto da Mulher – Municipalidade de Rosário

CIDEL (Oficina de Emprego)

CCB (Centro Comunitário do Bairro)

Programa voltar a estudar

Equidade Educativa

Escola Manuel Belgrano

Escola Nossa Senhora De Itatí

Bairro Vizinhal Dorrego

Paróquia N. Sra. De Itatí

Outros

Outras características a destacar:

No projeto de empoderamento das mulheres se tem conseguido que algumas sejam multiplicadoras de espaços de capacitação para outras mulheres de outro bairro na área de Tejido.

DEPOIMENTOS

Como se voluntariar?

Se você deseja somar forças na luta contra o preconceito e o estigma que oprime as mulheres que exerce a prostituição, entre m contato conosco e saiba como fazer parte dessa missão!

Contato

Endereço completo:
Jazmin, 7258 – B. Las Flores C/ P2000 – Rosário Santa Fe

Telefone: 0341-4637427

E-mail: cmantoniarosario@gmail.com