CasAbierta

Casa Abierta trabalha na capital do país Montevidéu e na fronteira com Brasil (Rivera); na prevenção e assistência da exploração sexual desde: o acompanhamento integral(sócio-jurídico, humano-espiritual) a mulheres atingidas pelo exercício da prostituição e vítimas do tráfico para a exploração sexual;

para processualmente empodera restituir seus direitos em si mesmas e seu núcleo de referência. Promovendo na sociedade a conscientização sobre a exploração sexual.

HISTÓRIA

Começa seu funcionamento em 1994 em Vila Munhoz, bairro de Montevidéu – Uruguai que nesse momento era considerado lugar onde se concentrava a maior quantidade de prostíbulos. No começo a integração do bairro fez que precisasse apoiar a mulheres com crianças, através do serviço de creches y para as mães oficinas de armação de bolsas como resposta laboral, além das oficinas que serviam também de apoio para as mães.

Conforme foi mudando a dinâmica da prostituição, as propostas nossas foram adaptando-se e passamos por várias oficinas de capacitação laboral em complemento do processo psicossocial. Até finalmente intervir na atualidade em três áreas: prevenção (trabalho territorial com mulheres e instituições), assistência (a mulheres e seu núcleo de referência no psicossocial e jurídico; oficinas de gênero e capacitação para o emprego) e redes (trabalho de articulação interinstitucional, estado e sociedade civil).

Oferecer ferramentas que facilitem o desenvolvimento de cada mulher nas áreas de emprego, busca de oportunidades e espaços saudáveis.

Objetivos:

Fortalecer a participação da equipe nos diferentes âmbitos de discussão e articulação do fenômeno da exploração sexual.

Continuar fornecendo novos conhecimentos na temática de intervenção que permita melhorar a abordagem inter disciplinaria na diversidade de situações que vivem as mulheres.

Conseguir uma aproximação à realidade das mulheres que se encontram em prostíbulos, assistência em hospitais e em seus próprios domicílios.

Desenvolver uma linha de apoio à experiência piloto de atenção a mulheres e jovens em situação d e exploração sexual e potencial, vítima do tráfico no departamento de Rivera.

Criar âmbitos de formação das mulheres e da equipe que oriente o acompanhamento das mesmas, em temáticas afins à tarefa do projeto (Ex: na defesa jurídico penal no marco do novo CPP).

Produzir conhecimento que contribua ao desenho de políticas públicas que incorrem em melhorar a qualidade devida das mulheres.

Continuar com a unificação de critérios de registros, organização e análise dos processos que permitam conseguir uma melhor compreensão da realidade das mulheres e agilizar os serviços da instituição.

População

A população que atendemos são mulheres (nacionais e/ou estrangeiras principalmente de Montevidéu de zona de fronteira) que se encontram no circuito da prostituição (Na atualidade ou historicamente) e/ou vítimas de tráfico para a exploração sexual. Neste marco são parte do con texto atingido pela violência de gênero e pela exploração sexual.

Em Uruguai, a desnaturação do fenômeno da prostituição e sua relação com o flagelo d o comércio de seres humanos é um desafio ao qual nos enfrentamos cotidianamente.

O contexto do qual pro vêm as mulher es atendidas se relaciona em geral com a pobreza, violência, abuso sexual, exclusão, adição conformando assim um cenário de muita vulnerabilidade e risco, que em muitos casos é vital

Centro do dia:

Em Montevidéu e Rivera:

Oficinas:
-de gênero
-de capacitação laboral

Atenção Social, Jurídica, Psicológica: Esta atenção é integral e inter disciplinária, acompanhando os processos e os projetos pessoais que as mulheres queiram empreender. Assim mesmo também se intervêm em situações de emergência e crise.

Voluntariado: Se brinda capacitação para o trabalho com o povoado atendido.

Trabalho de campo-O trabalho de campo realiza-se no centro de saúde (hospital de profilaxias), em domicílio e em prostíbulos (casas de massagens, wisquerias).O realiza a equipe de Trabalho de Campo formado desde a metodologia a abordagem na busca ativa; promovendo a construção de um vínculo de confiança que habilite a aproximação e na maioria dos casos a intervenção.

Tarefas de sensibilização Realizamos oficinas e/ou jornadas de sensibilização a instituições diversas no âmbito de saúde, educação, polícia, poder judicial, etc.Também realizam-se capacitações a instituições de Montevidéu (e zonas próximas) e na zona de fronteira.

Outras características próprias Desenvolvemos linhas de investigação respeito do fenômeno da prostituição e o tráfico de pessoas desde onde realizamos entrevistas a diferentes meios e publicações (sistematizações).

5.Trabalho em rede e alianças estratégicas:
Participamos de diversas redes a nível estatal e de sociedade civil

...Rede Uruguaia contra a violência doméstica e sexual (RUCVDS)

...Mesa inter - institucional de combate ao tráfico de pessoas (Estado)

...Rede e Migrantes

...Observa o tráfico

Confru - Jupic.

Red kawsay

DEPOIMENTOS

Como se voluntariar?

Se você deseja somar forças na luta contra o preconceito e o estigma que oprime as mulheres que exercem a prostituição, entre m contato conosco e saiba como fazer parte dessa missão!

Contato

Endereço completo:
Amezaga, 1706 esquina Porongos

Telefones: 22087760 / 098855579

E-mail: casabiertauruguay@gmail.com